Highslide for Wordpress Plugin

Diocese de Osasco

Últimas Notícias

Brasil, Igreja, Notícias gerais › 28/08/2015

Presidência da CNBB apresenta principais temas do Consep

 

A Presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em entrevista concedida à imprensa nesta quinta-feira, 27, destacou os principais assuntos tratados durante a reunião do Conselho Episcopal Pastoral (Consep), realizado dias 25 e 26 de agosto, na sede da entidade, em Brasília (DF).

Na coletiva, a CNBB divulgou duas notas aprovadas pelo Consep. Em um dos textos, a instituição se declara contrária à descriminalização do uso de drogas.

O arcebispo de Brasília e presidente da CNBB, dom Sergio da Rocha, lembrou que a Igreja e outras instituições demonstram compromisso com a superação da dependência química e recuperação dos vínculos do indivíduo por meio da espiritualidade, do trabalho e da vida em comunidade. “Deixo claro que procuramos respeitar, valorizar e acolher os que passam por essa situação de dependência”, disse.    

Para o arcebispo de Salvador e vice-presidente da Conferência, dom Murilo Krieger,  “a questão não é escolha pessoal, mas sim de saúde pública, uma vez que a recuperação é cara e prejudica a vivência em sociedade, destruindo famílias e relacionamentos. Além da própria pessoa, outras são afetadas”.

O bispo auxiliar de Brasília e secretário geral, dom Leonardo Steiner, disse que é necessário pensar no indivíduo como alguém inserido na comunidade e nas responsabilidades recíprocas.

Já na “Nota da CNBB afavor do Brasil” a entidade volta a alertar para a necessidade “de uma radical mudança da prática política” e a urgência em resgatar “a credibilidade da atividade política em que seja fortalecida a cultura inclusiva e democrática”. O texto afirma que a crise que atinge o país é o “alto preço pela falta de vontade política de fazer as reformas urgentes e necessárias, capazes de colocar o país na rota do desenvolvimento”.

Outros assuntos de destaque

Dom Sergio da Rocha apontou também quatro assuntos principais entre os debatidos junto aos bispos do Consep: Jubileu da Misericórdia; encíclica Laudato Si’; Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação; e o Ano da Paz.

Sobre o Jubileu da Misericórdia, conclamado pelo papa Francisco para ser celebrado de 8 de dezembro a 20 de novembro de 2016, dom Sergio falou sobre a tradução do hino oficial, divulgado em italiano pelo Vaticano no início do mês. “Recebemos muitos pedidos de tradução e decidimos manter o hino o mais fiel possível. No entanto, acatamos a sugestão de produzir um novo hino, complementar, adaptado à realidade brasileira”, afirmou. Ele lembrou que a data de abertura do Ano Santo Extraordinário da Misericórdia coincide com a celebração dos 50 anos do Concílio Vaticano II.

Os bispos também deram encaminhamentos para a vivência do que é pedido pelo papa na encíclica Laudato Si’. “Já começamos a encaminhar um pouco mais sobre como responder aos apelos do papa no Brasil, nas dioceses e em outros âmbitos”, expressou. O presidente também destacou que a tendência é descentralizar as ações, com intenção de multiplicar as iniciativas em âmbitos locais.

A iniciativa do papa Francisco para o Dia de Oração pelo Cuidado da Criação, que será celebrado em 1º de setembro, foi outro assunto abordado pelos bispos durante o Consep. “Por meio deste dia teremos presente a temática da encíclica, como motivo para oração e reflexão, despertando para iniciativas próprias”, indicou dom Sergio.

Os bispos do Consep trataram ainda do andamento e da vivência do Ano da Paz nas arquidioceses e dioceses, junto às comunidades. O arcebispo de Brasília revelou que haverá uma Caminhada da Paz, prevista para o dia 4 de outubro, dia de São Francisco, “que de fato dará mais visibilidade para aprofundar a reflexão da temática da paz”. “Estamos com uma mobilização muito boa e esperamos avançar mais ainda na vivência desse ano”, desejou.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X