Highslide for Wordpress Plugin

Pais de Santa Teresinha são convidados para o sínodo da família

As relíquias dos beatos Luis e Zélia Martin serão expostas na capela destinada ao destacado encontro eclesial

As relíquias dos beatos pais de Santa Teresa de Lisieux, Luis e Zélia Martin, “serão expostas à veneração dos sacerdotes e dos fiéis na capela destinada ao sínodo. Serão um forte sinal durante este sínodo consagrado à família”.

Quem comunica a notícia é o secretário-geral do sínodo da família, cardeal Lorenzo Baldisseri, em um artigo publicado recentemente na revista Famille Chrétienne.

O cardeal visitou, no último dia 12 de julho, o santuário de Alençon, na França, onde Luis e Zelia Martin se encontraram, casaram e construíram sua família.

Lá, ele expressou ao bispo de Sées, Dom Jacques Habert, seu desejo de receber as relíquias em Roma. Era precisamente o presente que Dom Habert queria dar-lhes!

O cardeal deu uma conferência em Alençon, onde, durante os 19 aos de sua vida conjugal, os beatos pais de Santa Teresinha santificaram um ao outro no sacramento do matrimônio.

Nela, recordou que “o casamento de Luis e Zelia foi um verdadeiro caminho de humanidade e de fraternidade, mas também e sobretudo um caminho de santidade”.

“Ambos viveram no simples desejo de cumprir em tudo a vontade de Deus – disse. Entenderam que iriam a Deus, não um ao lado do outro, mas um pelo outro, e que esse outro é dom de Deus.”

Por isso, são, acima de tudo, um casal unido em Cristo, buscando viver sua fé e da sua fé, que consideravam um tesouro a ser transmitido com paixão, em primeiro lugar aos seus filhos”, afirmou.

E acrescentou: “De fato, a fé, nos Martin, é uma fé vivida, e não uma série de normas a serem respeitadas”.

Pelo seu exemplo, este casal tem seu lugar no sínodo da família, que quer mostrar exemplos concretos de casamentos e famílias realizadas – como os esposos Martin!

Fonte: Aletéia.org