Highslide for Wordpress Plugin

Diocese de Osasco

Últimas Notícias

Brasil, Igreja, Notícias gerais › 17/06/2014

JMJ: o vento em Brasília

No último dia 12 de junho, durante a abertura da Copa, quando os olhos do mundo inteiro estiveram voltados para o Estádio Itaquerão em São Paulo, também foi relançada a campanha mundial “Cartão Vermelho para o trabalho infantil”; uma campanha promovida pela Organização Internacional do Trabalho (OIT). Também no dia 12 de junho se celebrou o Dia Mundial contra a exploração do trabalho infantil, recordado pelo Papa Francisco na audiência geral da última quarta-feira, com um apelo à comunidade internacional “para erradicar este flagelo da exploração infantil”.

Segundo a OIT, cerca de 168 milhões de crianças no mundo são vítimas do trabalho infantil, não têm direito à vida como crianças, são impedidas de crescer num ambiente onde possam receber carinho, brincar, ir à escola e, sobretudo, passar para a fase adulta no momento certo.

O Brasil se comprometeu a eliminar as piores formas de trabalho infantil, incluindo o trabalho doméstico, até 2016.

Um drama, o do trabalho infantil e que chega também à exploração dos jovens, num momento de crise econômica que atinge o mundo inteiro, se origina na inércia de escolhas políticas, como o fechamento cada vez maior do mercado de trabalho; com muitos jovens ainda em busca de seu primeiro emprego.

Durante a última Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro, no ano passado, o Papa Francisco disse a cada um dos jovens. “Jesus chama você para a ser discípulo em missão! O que o Senhor nos diz hoje? Três palavras: Ide, sem medo, para servir.” Palavras simples, sempre antigas e sempre novas; mas, que conquistaram. Como muitas outras palavras ditas, ouvidas e assumidas como próprias durante a semana vivida no Rio de Janeiro. Os jovens retornaram às suas cidades e países, às próprias famílias, grupos com o convite do Papa “Façam barulho”, um convite a mover as águas, a tomar em consideração o outro, tanto o coetâneo quanto o adulto, a cultivar e a viver a própria fé por completo.

Sobre o vento que passou em diversas realidades brasileiras nós conversamos com o bispo auxiliar de Brasília, Dom José Aparecido e os jovens de Brasília. (SP)

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X