Highslide for Wordpress Plugin

Escravidão moderna é tema da mensagem do Papa para o Dia Mundial da Paz 2015

O Vaticano divulgou na manhã desta quinta-feira (21) a mensagem do Papa Francisco para o 48º Dia Mundial da Paz, comemorado no dia 1º de janeiro. O tema de 2105 será ‘Não mais escravos, mas irmãos’ e destaca as formas de escravidão moderna. O comunicado da Sala de Imprensa esclarece que a respeito do tema da mensagem é comum a compreensão que este é “um fato do passado”, mas ao contrário, afirma que “esta praga social continua muito presente no mundo de hoje”.

A paz acontece quando as pessoas vivem como irmãos e irmãs, esse é o grande apelo da mensagem do Santo Padre. “Uma vez que todos são filhos de Deus, os seres humanos são irmãos e irmãs com uma igual dignidade. A escravatura representa um golpe de morte para uma tal fraternidade universal e, por conseguinte, para a paz. Na verdade, a paz existe quando o ser humano reconhece no outro um irmão ou irmã com a mesma dignidade”, destaca o comunicado.

As diversas formas de escravidão como o tráfico de seres humanos, o comércio dos migrantes, a prostituição, o trabalho escravo, estão presentes na mensagem. Segundo o comunicado, essas “formas abomináveis” persistem no mundo atual desencadeadas pela ganância econômica e corrupção.

“A escravatura é uma terrível ferida aberta no corpo da sociedade contemporânea, é uma chaga gravíssima na carne de Cristo! Para a combater eficazmente, há que reconhecer acima de tudo a inviolável dignidade de cada pessoa. Além disso, importa ancorar firmemente esse reconhecimento na fraternidade, que exige a superação de todas as desigualdades, as quais permitem que uma pessoa escravize outra. É-nos ainda pedido que o nosso agir seja próximo e gratuito para promover a libertação e inclusão para todos. O objetivo a alcançar é a construção de uma civilização fundada sobre a igual dignidade de todos os seres humanos, sem qualquer discriminação. Para isso, é necessário o compromisso da informação, da educação, da cultura em favor de uma sociedade renovada e que se assinale pela liberdade, pela justiça e, logo, pela paz”, destaca trecho da mensagem.

Carvoeiro resgatado no Tocantins trabalhando em forno sem nenhum equipamento de proteção.

Carvoeiro resgatado no Tocantins trabalhando em forno sem nenhum equipamento de proteção       Foto: Divulgação/MTE

Segundo o relatório ‘The Global Slavery Index 2013′, da organização não-governamental Walk Free, estima-se que atualmente 28,9 milhões de pessoas são forçadas a viver em regime de escravidão em todo o mundo. A ideia de que a escravidão foi abolida há anos contrasta com o número de pessoas que sofrem com essa violência na atualidade, que é maior do que o número de pessoas que foram retiradas da África para a América entre os séculos 17 e 19. A escravidão moderna é um negócio altamente rentável. De acordo com a Organização Internacional do Trabalho, o lucro com esse mal social chega a R$ 32 bilhões todos os anos.

A Mensagem do Papa é enviada todos os anos aos Ministros dos Negócios Estrangeiros de todo o mundo e indica também a linha diplomática da Santa Sé para o ano que se inicia.

 

Fonte: A12 / News.va e site da organização Walk Free