Highslide for Wordpress Plugin

Diocese de Osasco

Últimas Notícias

Igreja, Notícias gerais › 02/09/2016

Cláudio Pastro fala da obra dedicada a Nossa Senhora Aparecida

 

Monumento será inaugurado nos Jardins Vaticanos neste sábado; Santuário Nacional terá reprodução da obra

 

Neste sábado, 3, nos Jardins Vaticanos, na Itália, será inaugurado um momento em honra a Nossa Senhora Aparecida. A inauguração da obra de arte, assinada por Cláudio Pastro, faz parte das celebrações do tricentenário do encontro da Imagem de Nossa de Senhora, que será celebrado em 2017.

Uma barca ou piroga, três pescadores, uma grande rede de pesca – de perto se vê os peixes e de longe uma rede estilizada formada pela abundância dos peixes – e a figura de Maria, feita de bronze, assim é a obra que faz referência ao momento em que a Imagem de Nossa Senhora Aparecida foi encontrada nas águas do Rio Paraíba Sul. A obra completa tem 3,42 metros de altura; uma base de 1,13 metros de largura frontal, com 2 cm de espessura, é de Aço Corten todo vazado e pesa 1.713 kg. A Imagem de Nossa Senhora Aparecida pesa 8 kg.

A concepção da obra é de Cláudio Pastro, artista plástico especializado em arte sacra, autor e responsável pelo acabamento artístico interno do Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, e a produção é da empresa Progetto Arte Poli, localizada na cidade italiana de Verona.

A iniciativa do Santuário Nacional, juntamente com a arquidiocese de Aparecida e a Embaixada brasileira no Vaticano, buscou incluir a Padroeira do Brasil em uma área onde já há homenagens às devoções marianas de outros países. Segundo Pastro, o convite para que se tivesse um monumento em homenagem à Virgem de Aparecida partiu do Papa Francisco ao Cardeal Raymundo Dasmaceno. O arcebispo de Aparecida pediu, então, que Pastro realizasse a obra.

“Para mim é um privilégio, uma graça de Deus. É um privilégio porque o Brasil tem muitíssimos artistas, mas o convidado fui eu. Então eu também tenho a responsabilidade de corresponder a tais pedidos. A coisa [obra de arte] é muito séria. Eu tenho que ir em profundidade a razão de ser de cada uma das obras”.

O projeto

Sobre a inspiração e a composição do projeto, Pastro afirma que foi algo simples e rápido. “A concepção é rápida, eu vejo as coisas assim que me pedem, em minutos me vem a imagem do que é necessário e do que é desejado”.

O processo de produção foi mais longo. Tudo começou em fevereiro e março de 2015, quando Claudio foi à Itália acompanhar de perto o desenvolvimento do trabalho. “Tive que ir ao Vaticano; estive com os arquitetos de lá para estudar o terreno onde estará o monumento. Será numa bela alameda cheia de árvores, num lugar relativamente alto, para que as pessoas vejam a transparência dos elementos da obra, bem perto da famosa gruta de Nossa Senhora de Lourdes”.

Sobre Inauguração

A inauguração e bênção do monumento estão marcadas para às 9h30 (horário local) do dia 3 de setembro, no Vaticano, com a presença de uma comitiva do Santuário Nacional e da arquidiocese de Aparecida. Estarão presentes representantes da diplomacia do governo brasileiro e da empresa italiana que confeccionou o monumento.

Ainda não a há confirmação se o Papa Francisco participará do momento, mas membros do Governadorato do Estado, o órgão administrativo da Cidade do Vaticano, confirmaram presença na cerimônia.

Um monumento fac-símile será inaugurado no Santuário Nacional de Aparecida no dia 8 de outubro deste ano, durante a Novena da Padroeira.

Segundo Cláudio Pastro, está prevista a instalação e inauguração de um monumento concebido por ele, mas com uma nova composição e tamanho também em homenagem a Nossa Senhora Aparecida, na sede da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) em Brasília em maio de 2017.

Sobre Cláudio Pastro

Dedica-se a projetos e construções de igrejas e capelas no Brasil e no exterior desde 1975. Realiza painéis em azulejos, mosaicos e afrescos, além de pinturas, vitrais, esculturas e ilustrações de livros. Atual responsável pela arte na Basílica Nacional de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida, São Paulo.

Cursou teoria e técnicas de arte na Abbaye Notre Dame de Tournay (França), no Museu de Arte Sacra da Catalunha (Espanha), na Academia de Belas Artes Lorenzo de Viterbo (Itália), na Abadia Beneditina de Tepeyac (México) e no Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo.

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X