Highslide for Wordpress Plugin

Missão Pemba: Deus continua a nos surpreender

Foto: Primeira Eucaristia de Sara, neta dos secretários da Comissão Paroquial da Família. Imagem retirada do Facebook do Pe. Adriano Ferreira Rodrigues (missionário em Pemba)

“Por nós fez maravilhas, louvemos o Senhor” (Salmo 135)

É incrível perceber a ação de Deus em nossa miséria. Mesmo sabendo de minhas debilidades, o Senhor quer que eu seja instrumento da sua graça. Tendo completado o primeiro mês em terras moçambicanas, pude ler os sinais da Misericórdia de Deus agindo efusivamente no meio do seu povo, sobretudo, pela via dos sacramentos, sinas sensíveis da graça invisível.

A celebração dos sacramentos é um momento único em minha vida e na vida das comunidades, a alegria é transbordante e contagiante, sinto que vivo já aqui nesta terra, o reflexo da alegria celeste quando se gera na pia batismal um novo filho de Deus. No terceiro domingo da Páscoa, tive o primeiro contato com a Comunidade de Mahera, na qual tive a honra de presidir o batismo de 18 eleitos e assistir um matrimônio.

Por sua vez, no quarto domingo da Páscoa, em nossa comunidade matriz, em Metoro, foram batizados 26 irmãos, sendo que seis casais selaram a aliança matrimonial. No domingo seguinte, o quinto domingo da Páscoa, celebramos na comunidade da sede do Distrito de Ancuabe, em que 28 catecúmenos foram batizados e oito casais celebraram o matrimônio cristão. E, para finalizar este mês de graças e bênçãos, na comunidade de Ncocora, fomos surpreendidos com número de 78 irmãos que foram sepultados pelo batismo e com Cristo ressurgiram como homens novos, e dentre estes onze casais se uniram pelo vínculo matrimonial.

O que se admira não são os números, mas a fidelidade deste povo a catequese, ao contrário da maioria das realidades, na Diocese de Pemba a catequese com inspiração Catecumenal é levada realmente a sério, pois o período mínimo para ser administrado os sacramentos é de quatro anos, sendo que o candidato deve passar por todas as etapas próprias do Catecumenato, e é a comunidade que irá o eleger dependendo da sua adesão ao Evangelho e de sua conduta moral, dado a seriedade com que é visto os sacramentos.

Queridos leitores, esses relatos são breves e condensam toda alegria que tenho experimentado na missão. E te desafio a fazer parte deste belo projeto missionário administrado pelo Regional Sul 1 da CNBB: seja um missionário conosco rezando por nós e por este povo que Deus confiou aos nossos cuidados e, também, dentro de suas possibilidades contribua materialmente. Desde já, agradeço pelas orações e pelo carinho dispendido aos missionários. Deus abençoe.

Fonte: Diácono Dênis Mendes – Missionário em Pemba/ África