Highslide for Wordpress Plugin

Mãe de todos: devoção a Nossa Senhora Aparecida avança pelo mundo

Foto: Santuário Nacional

Os milagres da Santa, que surgiu das águas brasileiras, são tantos e tão comuns, que é provável que você conheça alguém que já tenha alcançado uma graça por meio da intercessão dela. E essa grandiosa devoção a Nossa Senhora Aparecida, que já tem mais de 300 anos, tem avançando pelo mundo afora ganhando ainda mais apreciadores.

E é assim, entre tantas bênçãos, que desde 12 de outubro de 1980 – após a visita do então Papa João Paulo II para a consagração da Basílica de Aparecida – celebramos o dia de Nossa Senhora Aparecida, a Padroeira do Brasil.

Os títulos de Nossa Senhora do Brasil

Além do título de Padroeira do Brasil, Nossa Senhora acumula outros títulos:

 

Rainha do Brasil, em 1904: a festa da coroação e do título real aconteceu durante os 50 anos da declaração do dogma da Imaculada Conceição. A imagem recebeu uma coroa de 24K, com 300 g de ouro e 40 diamantes, presente que ganhou da Princesa Isabel, em 1888.

 

Generalíssima do Exército Brasileiro, em 1967: título completamente civil e único na história do país. Trata-se de uma das mais altas patentes militares.

 

Nossa Senhora surge das águas e multiplica os peixes

Sua imagem, que apareceu na rede de pesca de três pescadores que estavam no rio Paraíba do sul – na antiga Vila de Guaratinguetá – na segunda semana de outubro de 1717, já chegou fazendo seu primeiro milagre.

Aparecida já foi presenteada por 4 Papas

A rosa de ouro é uma honraria conferida pelo Papa e consiste em uma escultura de uma roseira feita em ouro puro. Comumente ofertada a membros da realeza – como a Princesa Isabel, que ganhou uma de Leão XIII quando assinou a lei áurea –, a entrega da rosa de ouro tem sido reservada, desde o Concílio Vaticano II, a Santuários Marianos.

Aparecida já ganhou 3 rosas de ouro: de Paulo VI (1967), de Bento XVI (2007) e de Francisco (2017). Além disso, os mosaicos que adornam a Capela do Santíssimo, na Basílica, foram um presente de João Paulo II, em 1980.

 

Após várias tentativas infrutíferas de pesca, os pescadores rezaram para a Virgem Maria e a rede voltou à superfície com o corpo da Santa. Jogando a rede novamente, a cabeça da imagem foi pega. Após juntarem os dois pedaços da imagem, ela teria ficado tão pesada que não conseguiam movê-la. Após esse momento, os pescadores pegaram muitos peixes e tiveram que voltar às pressas ao porto, visto que o volume do pescado ameaçava afundar a embarcação.

A partir daí, há mais de 300 anos, milhares de graças têm sido alcançadas por intercessão de Nossa Senhora Aparecida, que teve uma Basílica construída em sua homenagem.

D. Pedro I visitou Aparecida 2 semanas antes de proclamar a Independência do Brasil e prometeu consagrar o Brasil a ela

Na viagem a São Paulo, durante a qual proclamou a Independência do Brasil, o então príncipe regente Pedro I passou por Aparecida e visitou a imagem em seu Santuário – em 22 de agosto de 1822. D. Pedro prometeu a Nossa Senhora Aparecida consagrar o Brasil a ela, caso a sua situação política complicada se resolvesse. Seu filho e sucessor, D. Pedro II, também esteve no Santuário, em 1843 e 1865.

 

Basílica de Aparecida é o Santuário Mariano mais visitado do mundo

Atualmente, o Santuário Nacional de Aparecida é mais visitado que o Santuário de Fátima, que recebe anualmente 8 milhões de visitantes, e o Santuário de Lourdes, que recebe 6 milhões, em média.

Em 2017, a Basílica de Aparecida bateu recorde de visitação, com um movimento de 13 milhões de peregrinos, entre brasileiros e estrangeiros.

São Josemaria Escrivá – fundador do Opus Dei – que visitou Aparecida 1 ano antes da sua morte, emocionou-se com a fé do povo brasileiro

“Com que alegria fui a Aparecida! Com que fé vocês todos rezavam! Eu dizia a Mãe de Deus, que é a Mãe de vocês e minha Mãe, Mãe nossa, eu rezo com toda esta fé dos meus filhos. Te queremos muito, muito. E parecia escutar, do fundo do coração: com obras!”. (1974)

 

Devoção a Nossa Senhora Aparecida em outros países

Nossa Senhora Aparecida não é mais privilégio apenas dos brasileiros. Uma imagem da padroeira do Brasil encontra-se, também, no Santuário do Menino Jesus de Praga, na República Checa, e já completa 11 anos.

Também é possível encontrar imagens em igrejas da Colômbia, Eslovênia, Estados Unidos, Portugal, Eslováquia, Argentina, França, Líbano e, até mesmo, nos Jardins do Vaticano. Em 2016, o Papa Francisco inaugurou um monumento dedicado a Nossa Senhora Aparecida, nesse local.

Feito de aço, o monumento tem mais de 4m de altura. É uma grande barca que traz as silhuetas dos pescadores enaltecendo o primeiro milagre da abundância dos peixes. No centro, uma imagem de Nossa Senhora, de 8Kg, foi reproduzida em bronze dourado. Uma réplica também foi instalada nos Jardins do Santuário de Aparecida, em homenagem ao jubileu de 300 anos.

O maior responsável por levar Aparecida pelo mundo tem sido o Cardeal Raymundo Damasceno Assis, que foi Arcebispo de Aparecida, entre 2004 e 2016, e presidente da CNBB, entre 2011 e 2015.

Nossa Senhora Aparecida, rogai por nós!

Fontes: Santuário Nacional e Grupo Paranaense de Comunicação.

Fonte: Dani Nanni - Redação BIO