Highslide for Wordpress Plugin

Diocese de Osasco

Últimas Notícias

Clero, Diocesanas, Eventos, Notícias › 02/04/2015

Missa dos Santos Óleos é marcada pela belíssima presença do povo de Deus

Dom João Bosco, ofm, celebrou na noite de ontem, sua primeira Missa dos Santos Óleos, na Catedral Santo Antonio em Osasco.

Essa missa também é conhecida como Missa do Crisma ou Missa da Unidade. Os momentos marcantes são as bênçãos dos Santos Óleos dos enfermos, catecúmenos e crisma, outro momento é a renovação das promessas sacerdotais. Momento de fé e unidade da Igreja Católica Apostólica Romana.

Dom João Bosco em sua homilia, disse  “Todos levamos a marca da fragilidade, da fraqueza e da finitude e que um dia seremos fortificados com este  óleo da misericórdia divina, e assim então a celebração de hoje se faz através desses três Óleos somos chamados a divindade batismal, a exercer misericórdia divina através dos enfermos sendo uma igreja misericordiosa, dignificados, feitos misericordiosos somos consagrados  e entre os consagrados quero lembrar os que foram consagrados pelo Óleo, meus irmãos presbíteros” e exortou toda a igreja diocesana a serem Igreja Missionária.

Após a oração final, Dom João Bosco entregou os Santos Óleos a cada paróquia que estava representada por três leigos e seu pároco, sinalizando visivelmente a unidade de nossa Igreja.

Participaram desta rica e alegre celebração Dom Ercílio (Bispo Emérito), os padres diocesanos, religiosos e religiosas, seminaristas, diáconos e fiéis das 13 cidades de nossa diocese.

 

Qual o significado do óleo?

A palavra “Óleo” é de origem latina, “oleum”, derivada do grego “élaion”, que faz referência ao óleo extraído dos olivais (élaia).

Este tem a finalidade de fazer brilhar o rosto (Sl 103,15) e é símbolo da alegria (Sl 44,8). Ser ungido pelo óleo significa a consagração de um ser a Deus, em vista da realeza, do sacerdócio ou de uma missão profética (Ex 29,7). Mesmo edifícios e objetos podem ser consagrados com a unção do óleo (Gn 28,18). O ungido por excelência é o Messias, o Cristo, que é o Rei, o Sumo Sacerdote e o Profeta. Símbolo da alegria e da beleza, sinal de consagração, o óleo também alivia as dores e fortalece os cristãos, tornando-os mais ágeis e menos vulneráveis.

 

Quais são os óleos usados na Liturgia?

Óleo dos Catecúmenos

Catecúmenos são os que se preparam para receber o Batismo, sejam adultos ou crianças, antes do rito da água. Este óleo significa a libertação do mal, a força de Deus que penetra no catecúmeno, liberta-o e prepara para o renascimento pela água e pelo Espírito.

Óleo do Crisma

Feito de mistura de óleo e bálsamo, significa a plenitude do Espírito Santo. O cristão deve irradiar “o bom perfume de Cristo”. É usado no sacramento da Confirmação (Crisma) quando o cristão é confirmado na graça e no dom do Espírito Santo, para viver como adulto na fé. Este óleo é usado também no sacramento da Ordem, para ungir os “escolhidos” que irão trabalhar no anúncio da Palavra de Deus, conduzindo o povo e santificando-o no ministério dos sacramentos.

Óleo dos Enfermos

Usado na Unção dos enfermos, este óleo significa a força do Espírito de Deus para a pessoa provada pela doença e pelo avanço da idade. Traz fortalecimento da pessoa enfrentar a dor e, inclusive a morte, se for vontade de Deus. A Unção dos Enfermos pode propiciar a cura física e espiritual, dá o perdão dos pecados e a conformidade com o desígnio de Deus.

 

RoseMeire Sousa e Ir. Letícia Perez

PASCOM Diocesana

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X