Highslide for Wordpress Plugin

Diocese de Osasco

Últimas Notícias

Diocesanas, Notícias › 11/11/2015

É tempo de tratar as feridas com o olhar da Misericórdia

 

O Santo Padre, o Papa Francisco promulgou no dia 11 de abril de 2015, a Bula de Proclamação do Jubileu Extraordinário da Misericórdia a ser celebrado em Roma e em todas as Dioceses do mundo. O Papa Francisco dará início a este Jubileu com a abertura da Porta Santa em Roma no dia 8 de dezembro de 2015, solenidade da Imaculada Conceição. Em seguida, cada Diocese fixará uma data para realizar a abertura da Porta Santa. O jubileu se estenderá até o dia 20 de novembro de 2016, solenidade de Cristo Rei. Assim o Papa convoca a Igreja toda a celebrar um Jubileu, precisamente sobre a Misericórdia, e não deseja que seja celebrado só em Roma, mas em cada uma das Dioceses do mundo todo. A abertura deste Jubileu coincidirá com o cinquentenário do encerramento do Concílio Vaticano II, que aconteceu em 1965, e reveste este Ano Santo de um significado especial, encorajando a Igreja a prosseguir a obra iniciada no Concílio.

O lema do Ano Santo da Misericórdia é: “Misericordiosos como o Pai”, e foi tirado do evangelho de São Lucas no Sermão da Montanha (Lc 6,20-49). A celebração do Jubileu está cercada de sinais e acontecimentos. Eis alguns que o Papa Francisco na Misericordiae Vultus nos apresenta: o maior sinal sem dúvida é a Porta da Misericórdia que o Papa Francisco vai abrir em Roma na Festa da Imaculada Conceição e que será aberta aqui na Diocese, na Igreja Catedral, por Dom João Bosco, nosso bispo diocesano, no dia 11 de dezembro de 2015 com uma Santa Missa as 20h. Outro sinal importante será a realização das 24 horas para o Senhor, que consistirá no atendimento ininterrupto durante 24 horas dos fiéis que desejarem se confessar. Este evento está marcado para os dias 04 e 05 de março de 2016. Outro sinal eloquente do Jubileu são as peregrinações que os fiéis são chamados a realizar nesse período, de modo especial, ao local onde se encontra a Porta da Misericórdia. Ao passar por ela, deixar-se-ão abraçar pela misericórdia do Pai como na Parábola do Pai Misericordioso (Lc 15,11ss), que abraça o Filho que saiu de casa. Outro sinal do Jubileu é sem dúvida o esforço que cada fiel deve fazer para praticar as obras de misericórdia corporal e espiritual. Assim diz o Papa: “Redescubramos as obras de misericórdia corporal: dar de comer aos famintos, dar de beber aos sedentos, vestir os nus, acolher os peregrinos, dar assistência aos enfermos, visitar os presos, enterrar os mortos. E não nos esqueçamos as obras de misericórdia espiritual: aconselhar os indecisos, ensinar os ignorantes, admoestar os pecadores, consolar os aflitos, perdoar as ofensas, suportar com paciência as pessoas molestas, rezar a Deus pelos vivos e defuntos” (MV 15).

Por fim no número 24 da Misericordiae Vultus o Papa lembra de Maria, a Mãe da Misericórdia e nos convida a dirigirmo-nos a ela pedindo-lhe que não se canse de “volver para nós os seus olhos misericordiosos” e nos faça dignos de comtemplar o rosto da misericórdia, seu Filho Jesus. Nos recorda também o Papa de Santa Faustina Kowalska, a “grande apóstola da Misericórdia; ela que foi chamada a entrar nas profundezas da misericórdia divina, interceda por nós e nos obtenha a graça de viver e caminhar sempre no perdão de Deus e na confiança inabalável do seu amor”.

 

Calendário Diocesano Ano da Misericórdia

2015
11/12 – Abertura do Ano da Misericórdia – Catedral com a abertura da Porta da Misericórdia às 20h

2016
02/02 – Jubileu dos Religiosos
04 e 05/03 – 24 horas para o Senhor com atendimento ininterrupto de confissões
07/05 – Jubileu das famílias na Romaria Diocesana à Aparecida do Norte
01 a 13/06 – Trezena de Santo Antônio – Santo da Misericórdia
20 e 21/08 – Jubileu dos sacerdotes e Jovens no Comvocação
01/10 – Jubileu dos Idosos
20/11 – Encerramento do Ano da Misericórdia na Festa de Cristo Rei do Universo

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X