Highslide for Wordpress Plugin

Diocese de Osasco

Últimas Notícias

Diocesanas, Notícias › 24/10/2016

Conheça um pouco mais sobre a “Missão Pemba: a África nos espera”

 

No espírito das celebrações dos 50 anos do Concílio Vaticano II (1962-1965) e dos documentos pontifícios posteriores, o Papa Francisco em sua primeira exortação apostólica Evangelii Gaudium convida a Igreja ao dinamismo da saída, a fugir da nossa conveniente comodidade para adentrar em águas mais profundas “e ter a coragem de alcançar todas as periferias que precisam da luz do Evangelho”. As Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (2015-2019), fala de uma Igreja em estado permanente de missão que assume a missão ad gentes, dando de sua pobreza, em outras regiões e além-fronteiras: “Uma Igreja particular não pode esperar atingir a plena maturidade eclesial para, só então, começar a se preocupar com a missão além de seu território. Através dos Conselhos Missionários é chamada a articular e animar as iniciativas de missão em seu território, com abertura à missão além-fronteiras. A maturidade eclesial é consequência e não apenas condição de abertura missionária” (DGAE, 78).

Respondendo a este chamado, do Santo Padre e da CNBB, a Igreja particular de Osasco a fim de propagar a alegria do Evangelho, em parceria com a Diocese de Pemba (Moçambique – África) assumiu como projeto de ação no Plano Diocesano de Ação Evangelizadora: uma missão pastoral de seis anos, através do envio de seis missionários, sendo dois padres, dois religiosos e dois leigos, com rodízio a cada dois anos. Na “Missão Pemba: A África nos espera” os missionários enviados irão assumir uma paróquia a fim de realizar o trabalho pastoral proposto pela Igreja local e despertar na comunidade paroquial a vocação pastoral de leigos, religiosos e presbíteros para multiplicar e perpetuar esta ação missionária.

No projeto apresentado pela Comissão Missionária, formada por Dom João Bosco, Padre Mauro Ferreira, Padre Sebastião dos Reis Miranda, Padre Gilmar Raimundo Santana, Irmã Maria Antônia, Carla Dias, Marcos e Isabel Cominato, Sérgio e Odila Ferreira, e Maria Lucia Nezi, a Diocese se compromete a evangelizar na Diocese de Pemba a partir de Jesus Cristo e na força do Espírito Santo, anunciando a alegria do Evangelho, testemunhando a fé cristã, dialogando com a cultura local, praticando a caridade e formando e animando comunidades.

Dom Luiz Fernando Lisboa, bispo de Pemba, acredita que apesar dos missionários encontrarem um ambiente diferente da realidade local, que causa impacto, qualifica a experiência missionária como muito edificante. E essa parceria fortalece os dois lados, há uma troca de conhecimentos, valores, culturas e ideias, o que mostra maturidade e enriquece todos os membros. Além disso, “Ser missionário não é só pra quem vai à África, é pra todo batizado. Nós podemos realizar a missão onde estamos, dentro de nossa família, no nosso trabalho, na nossa comunidade, na nossa cidade. Que cada um assuma o seu ser missionário” salientou o bispo em entrevista concedia a Rádio Imaculada Conceição, em São Roque.

A Diocese de Osasco realizará, nos meses de janeiro a março de 2017, uma campanha para angariar fundos para o envio e manutenção dos missionários que ficarão na Diocese de Pemba. Seja também um missionário ajudando a esse projeto de evangelização.

Prepare-se para a Campanha “Colaboro com a missão, sou missionário”

O que será?

Todos os fiéis da Diocese receberão um folheto e um envelope em sua comunidade. Serão 50.000 envelopes distribuídos. O objetivo é arrecadar R$ 500.000,00 para implantação da ação na África, que inclui moradia, mobiliário, automóvel, passagens e subsistência dos missionários. A campanha se estenderá de janeiro a março de 2017.

 

O logotipo

logo-pemba

 

As duas mãos que se encontram, uma brasileira, outra moçambicana, formam um coração que lembra o objetivo da cooperação missionária: estabelecer laços de amor fraterno entre as Igreja irmãs, a Diocese de Osasco e a Diocese de Pemba, representadas no interior do desenho que é circundado por um “motivo” africano, remetendo à inculturação do Evangelho buscada pela ação missionária.

 

 

 

 

Leia também: Dom Luizinho, o idealizador da Missão Pemba

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X