Highslide for Wordpress Plugin

Diocese de Osasco

Últimas Notícias

Destaques, Diocesanas, Notícias › 01/04/2020

Hospital São Camilo inicia trabalho de assistência espiritual a pacientes do Covid-19

Pe. Márcio Pereira, pároco da Paróquia Santa Cruz, em Barueri, está entre os sacerdotes que abraçaram a iniciativa do Hospital São Camilo Pompéia-SP.

Estamos vivendo um cenário bastante desafiador para todos os setores da sociedade!

Em relação a saúde, a medicina ainda não possui um medicamento capaz de combater o Covid-19, muitos desfechos são desanimadores; muitos profissionais estão afastados devido a contaminação ao cuidar dos pacientes com Covid-19; outros estão cansados, assustados, a psicologia não dá conta de todos os desafios.

Diante desse contexto surgiu a necessidade de integrar a abordagem Espiritual à equipe multiprofissional do Hospital São Camilo Pompéia no cuidado ao paciente com Covid-19. Esses pacientes estão isolados do contato com seus familiares e amigos; sofrem pelos sintomas e evolução do quadro clínico e também pela angústia causada pelas incertezas do tratamento.

A visita de um membro da equipe que venha abordar a dimensão Espiritual, proporciona ao paciente um encontro consigo mesmo, com Deus, traz leveza, restaura a paz, revigora as forças, resgata a esperança.

As visitas iniciaram dia 27.03.2020, tivemos a presença do Irmão Edson que tocou violão e cantou para os funcionários e juntamente com o capelão do Hospital São Camilo Pompeia Pe. Ivanildo, constatamos que seria necessário ter um grupo de religiosos para atuar de maneira organizada e eficaz junto às necessidades dessas pessoas.

Nessa primeira etapa para a visita junto aos pacientes e funcionários contamos com a disponibilidade dos Religiosos Camilianos Pe. Marcos, Pe. Juliar, Pe. José Wilson, Pe. Adailton, Pe. Marcelo e Pe. Márcio da Diocese de Osasco. Também foi pensado em oferecer apoio espiritual aos familiares em luto, os Religiosos Camilianos Pe. Ivanildo e Pe. Elielton prestarão esta assistência.

Todos os membros da equipe foram orientados quanto a assepsia das mãos, uso de EPI´s (equipamentos de proteção individual), postura frente ao paciente, a fim de evitar a contaminação.

Está sendo uma experiência enriquecedora para toda equipe!

Que Deus continue iluminando e fortalecendo a todos no cumprimento da missão. Que São Camilo nos inspire a ter mais coração nas mãos para bem cuidar de Cristo presente nos doentes. ¨Estive enfermo e me visitastes¨ (Mt 25, 36).

Pe. Ivanildo Leandro Gurgel – Capelão do Hospital São Camilo Pompéia

 

Testemunho 

            Pe. Márcio Pereira

Deus e os seus sinais!

Quanto essa pandemia começou, principalmente quando ela chegou no nosso país, eu olhei para o Senhor e disse que não me ofereceria para estar nos hospitais e no contato com os doentes infectados, mas que se Ele me chamasse, eu prontamente diria sim.

Para a minha surpresa, ontem eu recebi a mensagem de um padre amigo que dizia mais ou menos assim: meu irmão, estamos precisando de padres, há muitos doentes para serem atendidos e a força tarefa será fundamental nessa hora.

Não tive dúvidas de que era Jesus me chamando, de que eu precisava ter coragem, de que seria necessário eu invocar a intercessão do grande São Camilo, dobrar as mangas e ir. Então, disse SIM, cheio de medo eu confesso, mas certo de que Jesus cuidaria de tudo!

Ao chegar no hospital, com dezenas de casos confirmados fui ao primeiro leito. As roupas de identificação sacerdotal haviam sido substituídas por roupas próprias, aventais, luvas, máscaras, óculos e propé descartável. Por fora eu era um médico sem nada entender de medicina, mas por dentro eu era um padre que, tal como o médico, naqueles leitos é também clamado como um portador da fé. Que linda e imerecida missão, Jesus!

Bati na porta, pedi licença e entrei, quando para a minha surpresa um homem alto me olhou desconfiado, me esperou dizer alguma coisa, e ao me apresentar seus olhos se encheram de lágrimas e me disse:

– Padre também sou de Barueri, minha família é muito próxima do senhor e não tenho dúvidas de que a minha falecida mãe intercedeu a Jesus para que entre todos os doentes, o senhor viesse aqui no meu quarto, como um sinal de que Deus está comigo. Rezamos, tiramos fotos, enviamos áudios para os familiares, que não podem estar com ele, e amanhã eu volto com a fé de que logo eu tenha a notícia da sua alta…

Deus confirma a sua vontade por sinais muito claros, basta crer e deixar que Ele conduza tudo. Como dizia São Camilo, que cada enfermo seja cuidado como uma mãe cuida do seu único filho doente!

Quanto a mim, peço sua oração, pois me juntei aos anjos da caridade que diariamente cuidarão desses que estão onde o medo não nos quer nos deixar se aproximar.

São Camilo, rogai por nós!

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X